Empresário é suspeito de estuprar a própria enteada em Porto de Moz

Diego da Mota Miranda, de 34 anos, chegou a ser preso, mas foi solto em audiência de custódia

Foto: Rede Social
Foto: Rede Social
Continua após a publicidade

O empresário Diego da Mota Miranda, de 34 anos, é apontado como o principal suspeito de ter estuprado a própria enteada, uma adolescente de 13 anos, na madrugada do último dia 16, na pequena cidade de Porto de Moz, sudoeste paraense. O crime aconteceu por volta das 2h. A menina dormia com a irmã, de 3 anos, filha do suspeito, quando sofreu o abuso sexual. Um exame médico realizado no hospital municipal constatou os indícios de violência. Os familiares também aguardam o resultado dos exames feitos no Instituto Médico Legal (IML).

Na madrugada do crime, a mãe da adolescente não teria suspeitado do que estaria acontecendo porque estava em processo de recuperação de um procedimento cirúrgico e sob efeito de medicamentos. Enquanto isso, Diego estaria bebendo em um bar e, ao chegar na casa da família, teria entrado no quarto onde a enteada e a filha dormiam, para supostamente abusar da adolescente.

Após o crime, a garota fugiu para a casa de uma amiga, de onde conseguiu pedir ajuda ao pai biológico, que foi busca-la e se dirigiu à Delegacia de Polícia Civil do município, onde não havia ninguém. A mãe da menina solicitou, então, ajuda a um policial através de uma rede social. O militar acionou uma viatura e começaram as buscas por Diego.

Fonte: O Liberal

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *