Menu

Duas pessoas ficam feridas após confusão generalizada entre moradores e funcionários de provedor de internet em Santarém

O caso aconteceu na tarde de quinta-feira (6/6) no bairro Mararu.

As vítimas foram levadas ao Pronto Socorro Municipal — Foto: Divulgação
As vítimas foram levadas ao Pronto Socorro Municipal — Foto: Divulgação
Continua após a publicidade

Dois homens identificados como Alan Rocha dos Anjos, de 40 anos, e Messias José Sousa da Silva, de 27 anos, ficaram feridos após uma confusão envolvendo sete funcionários de uma empresa de provedor de internet. O caso aconteceu na tarde de quinta-feira (6/6) no bairro Mararu, em Santarém, oeste do Pará. A ação foi registrada por câmera de segurança.

De acordo com informações preliminares, a confusão começou após um dos funcionários da empresa, ao subir em um poste para realizar uma manutenção, ter mudado a direção de uma câmera de segurança instalada no poste pelo morador.

Ainda conforme informações, o proprietário da câmera pediu que eles corrigissem a posição do equipamento, mas os funcionários teriam negado e dito que não teriam mexido na câmera. Então, todos os envolvidos começaram a briga, na qual dois homens ficaram feridos.

A empresa provedora de internet, para a qual os trabalhadores e suspeitos prestam serviços, emitiu uma nota esclarecendo que tudo começou depois que um dos seus funcionários, ao colocar a escada no poste, teria atingido a câmera de segurança do morador.

Ainda de acordo com a empresa, ela não compactua com qualquer forma de violência e ressaltou que, conforme a lei de compartilhamento de postes da concessionária responsável, é proibida a instalação de equipamentos de monitoramento, como câmeras de segurança, na área destinada ao compartilhamento de cabos de telecomunicações, mas isso não justifica as agressões.

Segundo as imagens registradas pela câmera de segurança, o equipamento instalado no poste mostra um dos trabalhadores mexendo na câmera com as mãos de forma proposital e não com a escada, como tenta explicar a nota.

As imagens mostram também que durante a discussão, outros funcionários se juntam e agridem Alan e Messias.

As vítimas Alan Rocha e Messias José, foram levadas por meios próprios para o Hospital Municipal de Santarém (HMS). Messias José foi atendido pela equipe médica do HMS e recebeu alta.

Nota

A concessionária de energia, também emitiu nota. Veja abaixo:

“A Equatorial reitera a proibição expressa da fixação de faixas, placas, panfletos, câmeras de vídeo, equipamentos de sonorização, antenas e outros dispositivos não destinados aos sistemas de telecomunicações ou similares nas estruturas da rede elétrica. Esta determinação está em conformidade com a Norma Técnica NT.0016 e nas diretrizes estabelecidas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

A distribuidora salienta que a fixação de qualquer item não autorizado nas estruturas da rede elétrica pode representar riscos à segurança da população e interferir na integridade do sistema elétrico, comprometendo assim a qualidade e a continuidade do fornecimento de energia elétrica”.

As informações são do G1 Santarém e Região

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo protegido.