Menu
Search
Close this search box.

Familiares e custodiados aprovam retorno das visitas presenciais nas unidades penitenciárias

Continua após a publicidade

As visitas familiares presenciais a detentos já estão retornando em algumas unidades prisionais do Pará desde a última segunda-feira (17). A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) autorizou a volta das visitas dentro dos critérios de proteção definidos pela Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), a fim de garantir a prevenção contra a Covid-19. O Pará é um dos primeiros estados a adotar a medida.

Rafaela Silva, cujo marido, Edson Silva, está custodiado na Central de Triagem da Cremação, esteve no primeiro dia de visitas e considerou positivo o atendimento recebido, pois entende a necessidade dos cuidados tomados pela direção da unidade. “Os profissionais fizeram a avaliação antes de entrar em contato com os familiares. Eu respeitei a distância que eles pediram, mesmo sendo difícil para nós não poder abraçar ou não poder beijar. Mas isso é bom pra eles (internos) e pra nós. Também fiz o exame para poder entrar na unidade, e sei que é para a proteção dele e para a minha. Eu não tenho nada que reclamar. Foi tudo maravilhoso”, afirmou.

As unidades que retornam as visitas presenciais são aprovadas de acordo com a situação da pandemia nos municípios em que estão localizadas. A diretora de Assistência Biopsicossocial da Seap, Sandra Costa, informou que a abertura das casas penais se deu após estudos e avaliações em todas as regiões. “Das 49 unidades prisionais, somente 16 estão liberadas para a visita familiar conforme avaliação diária, seguindo criteriosamente o Plano de Contingência da Seap, como distanciamento e uso de equipamentos de proteção individual, para que a casa não seja infectada”, acrescentou.

Acompanhamento – Todas as visitas, previamente marcadas, estão sendo acompanhadas por equipes técnicas de saúde, que verificam temperatura, sinais, saturação e possíveis sintomas nos familiares. Também são entregues máscaras e álcool para higienização, e o espaço da visitação é higienizado antes e depois de cada encontro.

Para o custodiado Evandro Nascimento, o sistema prisional melhorou 100%, e isso se reflete na retomada das visitas familiares. “Nossas celas estão todas reformadas, graças a Deus, e temos todos os nossos direitos: social, psicologia e enfermagem. Graças a isso nossas visitas voltaram ao normal, e está funcionando para todo mundo”, disse Evandro Nascimento.

Novo ambiente – O diretor da Central de Triagem Metropolitana I, Edson Luís, também fez uma avaliação positiva do retorno das visitas presenciais na unidade. “As pessoas privadas de liberdade tiveram a oportunidade de ver que os seus entes, e estes puderam ver de perto que os custodiados estão recebendo hoje oportunidades de ressocialização, com o cumprimento de sua pena em um ambiente carcerário limpo e disciplinado”, ressaltou o diretor.

Na Central de Triagem da Cremação os internos passaram por triagem de saúde, social e psicológica, além da testagem para Covid-19, no processo de liberação das visitas. Os profissionais constataram que todos os custodiados estão aptos a receber visita.

Além dos materiais oferecidos pela Seap, está sendo permitida a entrega, pelos familiares, de produtos que possam compor o kit de higiene dos internos. As visitas presenciais não suspendem as videovisitas, que continuam a funcionar normalmente para os familiares cadastrados.

O custodiado Edson Silva garantiu estar “feliz por encontrar a esposa”. “Primeiramente, eu quero agradecer a Deus, e depois ao tratamento que a Seap tem nos dado, e pelo reencontro com nossos familiares. Depois da gente passar por uma série de exames da Covid-19, que constou que estamos totalmente limpos dentro da CT Cremação, podemos nos reencontrar com os nossos familiares. É muito bom. A preocupação com a nossa saúde, com o nosso bem-estar. Tanto nossa, que estamos dentro da CT Cremação, como dos nossos familiares. Eu só quero agradecer por esse reencontro”, declarou.

As visitas presenciais estão sendo retomadas nas seguintes unidades do sistema penitenciário:

Centro de Recuperação do Coqueiro – CRC
Centro de Recuperação Coronel Anastácio das Neves – CRCAN
Centro de Recuperação de Mosqueiro – CRMO
Central de Triagem da Cremação – CTC
Centro de Progressão Penitenciário de Belém – CPPB
Centro de Reeducação de Marituba (semiaberto)
Central de Triagem Metropolitana I – CTM I
Centro de Recuperação Regional de Abaetetuba – CRRAB
Centro de Reeducação Feminino de Marabá
Central de Triagem de Altamira – CTALT
Centro de Recuperação Regional de Bragança – CRRB
Centro de Recuperação Regional de Capanema – CRRCAP
Centro de Recuperação Regional de Itaituba – CRRI
Centro de Recuperação Regional de Mocajuba – CRRMOC
Centro de Recuperação Regional de Paragominas – CRRPA
Centro de Recuperação Regional de Breves – CRRBreves

Fonte: Agência Pará

Compartilhe essa matéria:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *