Medicilândia: Mãe que matou o próprio filho é condenada a 29 anos de reclusão

Foto: Grupo Mirante de Comunicações
Foto: Grupo Mirante de Comunicações
Continua após a publicidade

Milena Paixão, que matou o próprio filho de apenas de 3 anos de idade a facadas, em dezembro de 2019, na cidade de Medicilândia, sudoeste do Pará, foi condenada nesta quarta-feira, 01 de setembro, a 29 anos e 6 meses de prisão em regime fechado, por homicídio qualificado.

O Tribunal do Júri aconteceu na sede do Fórum de Altamira e durou pouco mais de seis horas.

No dia em que Milena assassinou o filho, ela chegou a desferir várias facadas contra a si mesma, na tentativa de tirar a própria vida, ainda postou foto toda ensanguentada em sua página na internet. Vizinhos dela ao ver a postagem, acionaram a polícia e o Samu, que prestou socorro a jovem e encaminhou para o Hospital Municipal de Medicilândia, em seguida sendo transferida para o Hospital Regional Público da Transamazônica, onde conseguiu sobreviver, depois de ficar vários dias internada.

Em depoimento à Polícia na época do crime, Milena confessou que matou o filho Marcos Paulo, e alegou que teve um surto psicótico, o que a teria levado a assassinar a criança. Dias após ser presa, ela chegou a escrever uma carta na qual pedia desculpas por não ter ajudado o filho.

Agora Milena Paixão voltará para presídio feminino de Cucurunã, em Santarém, onde estava presa desde 2019, para cumprir o restante de sua pena.

Por Wilson Soares – A Voz do Xingu – (Com informações e Foto do Grupo Mirante de Comunicações)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *