Menu

MPF pede prisão de Sikêra Jr. e multa por crime de racismo

Apresentador Sikêra Jr.
Apresentador Sikêra Jr.
Continua após a publicidade

O Ministério Público Federal (MPF) pediu a prisão e pagamento de multa por crime de racismo do apresentador José Siqueira, conhecido como Sikêra Júnior.

O MPF afirma que Sikêra Júnior extrapolou os limites da liberdade de expressão e violou o direito da mulher ao utilizar os termos como “vagabunda”, “preguiçosa” e “venta de jumenta” ao se referir à vítima durante um programa de TV exibido em 2018.

Procurada, a equipe de Sikêra Júnior não deu retorno após contato da reportagem. O espaço segue aberto caso o apresentador se manifeste.

Sobre o caso

O apresentador usou termos racistas e misóginos contra uma jovem negra durante a apresentação do Cidade em Ação, da TV Arapuã, afiliada da RedeTV na Paraíba. O caso aconteceu em junho de 2018 e a denúncia foi protocolada na última segunda-feira, 30.

Ele também avistou que a vítima não tinha unhas pintadas e disse que a “mulher que não pinta a unha é sebosa”.

O órgão declarou que o apresentador cometeu crime de racismo “pois praticou discriminação e preconceito racial de gênero por intermédio dos meios de comunicação social ou publicação de qualquer natureza, cuja pena é de reclusão de dois a cinco anos e multa”.

O crime de racismo, segundo a Constituição Federal, é inafiançável e imprescritível. A ação será julgada na 16ª Vara Federal da Paraíba que, por enquanto, não tem um acordo encaminhado com o apresentador.

Com informações do UOL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo protegido.