Operação ‘Arca de Noé’ prende em Monte Alegre, no PA, gerentes de bancas de jogos de azar

Na operação também foram apreendidos cerca de R$ 10 mil, resultado de apostas e jogo do bicho, cadernos de anotações, calculadoras e maquinetas de cartão.

Foto: Arney Barreto
Foto: Arney Barreto
Continua após a publicidade

Operação integrada das polícias Civil e Militar, denominada “Arca de Noé”, foi deflagrada na tarde desta sexta-feira (23), em Monte Alegre, oeste do Pará, atendendo solicitação do Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) para tirar de circulação pessoas que vêm promovendo jogos de azar na cidade.

De acordo com o delegado Jair Castro, que comandou as equipes da Polícia Civil na operação, 11 pessoas foram conduzidas à delegacia, sendo 5 gerentes de bancas de jogos de azar.

“A contravenção vem buscando se aperfeiçoar no meio eletrônico. Mas nós fizemos todo o levantamento de informações e nos locais que nós percorrermos foi possível prender os responsáveis, assim como, apreender as máquinas, boninas e farto material. Nesses locais era praticado jogo do bicho, apostas de futebol e jogos eletrônicos, com finalidade de subtrair pertences das vítimas”, contou delegado Jair Castro.

Ainda de acordo com o delegado, as pessoas presas serão autuadas por contravenção penal (jogo de azar), associação criminosa e podem responder ainda por outros crimes em razão dos objetos apreendidos que podem pertencer a terceiros.

Na operação também foram apreendidos cerca de R$ 10 mil, resultado de apostas e jogo do bicho, cadernos de anotações, calculadoras e maquinetas de cartão.

Para o capitão Marcos Roberto, do 18º Batalhão da Polícia Militar (Batalhão Gurupatuba), que comandou as equipes da PM na operação, os jogos de azar já estavam bem perceptíveis na cidade. “Essa era uma situação que já estava muito perceptível e precisa de uma ação repressiva como a que aconteceu hoje, de foma integrada. Graças a Deus, nós da PM em parceria com a Polícia Civil tivemos êxito na operação conjunta, foram vários alvos que nós conseguimos pegar e agora vão responder procedimento na delegacia”, disse.

Fonte: G1 Santarém

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *