Recursos alocados para o gabinete do prefeito de Altamira geram polêmica nas redes sociais

Alguns coordenadores da atual gestão chegaram a bater boca com os manifestantes.

Foto: Wilson Soares - A Voz do Xingu
Foto: Wilson Soares - A Voz do Xingu
Continua após a publicidade

A Câmara de Altamira aprovou nesta terça-feira, 20, a Lei de Diretrizes Orçamentárias – (LDO) –  para o exercício de 2022.

Para o gabinete de Altamira foram alocados R$ 560 mil. De acordo com informações divulgadas nas redes sociais, pela Assessoria de Comunicação da PMA, os recursos não tratam apenas para reforma do gabinete do prefeito, mas sim, consiste no aumento da área da recepção, além da ampliação da Secretaria Municipal de Administração, o Setor de Compras e Licitação e a nova Secretaria de Regulação Urbana que também serão instaladas nas dependências da prefeitura.

A vereadora Thaís Nascimento (PL) chegou a apresentar uma emenda no projeto que tirava R$ 150 mil dos recursos alocados para o gabinete do prefeito e ser remanejados para as escolas indígenas, mas a emenda só contou com quatro votos favoráveis, mantendo assim, os recursos em sua totalidade ao gabinete.

Nas redes sociais muitos criticaram os recursos achando que os R$ 560 mil se tratam apenas para reforma e ampliação do gabinete.

A reunião que aprovou a LDO foi marcada por muito tumulto devido a criação de mais seis novas secretarias municipais.

Várias pessoas foram a Câmara de Altamira com faixas e cartazes exigir dos vereadores e da administração municipal, mais transparência nos processos licitatórios, cobrar medicamentos nos postos de saúde, melhorias da infraestrutura da cidade e a convocação dos aprovados no último concurso público, realizado no final do ano passado.

Alguns coordenadores da atual gestão chegaram a bater boca com os manifestantes. O presidente da Casa de Leis, Silvano Fortunato chegou a acionar agentes da guarda municipal para retirar um megafone que era usado por um dos manifestantes na plenária do Legislativo Municipal.

Por Wilson Soares – A Voz do Xingu

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *