Menu

Assassinato em Marabá: Polícia afirma que já identificou envolvidos na morte dos 4 jovens

Em coletiva de imprensa, Segup detalhou que a morte dos rapazes tem relação com a disputa entre grupos criminosos

Continua após a publicidade

Em uma coletiva de imprensa realizada ainda na tarde de hoje (21/12), no Centro Regional de Governo, o titular da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Pará (Segup), Ualame Machado, deu algumas informações sobre o andamento do inquérito instaurado pela Polícia Civil para apurar as circunstâncias das mortes de quatro jovens em Marabá, sudeste do Estado. Sem esmiuçar as informações, o secretário afirmou que a investigação já apontou alguns detalhes importantes para elucidar o crime registrado, no Bairro da Paz.

“Nós não podemos dar detalhes porque isso pode comprometer a investigação. Mas o veículo que foi utilizado no crime já está identificado. O que nós podemos dizer é que se trata de um automóvel roubado em Belém e que já chegou a ser utilizado no cometimento de outros crimes pela cidade. Nós já temos uma linha investigativa muito sólida, inclusive com suspeitos identificados”, revelou Machado.

Ualame Machado afirmou que o trabalho de policiamento será reforçado na cidade 

Ainda segundo o secretário, a informação que chega do Núcleo de Inteligência da Polícia Civil é de que a morte dos rapazes tem relação com uma disputa que vem sendo acompanhada pelas autoridades. “Os quatro homicídios são relacionados a uma briga entre dois grupos criminosos, que envolve também a disputa pelo tráfico de drogas. O caso do Bairro da Paz foi decorrente de um fato pretérito, em que um grupo tentou atacar o grupo rival. E esse grupo rival ontem revidou, da forma como a população infelizmente acompanhou. O fato é que ambos os grupos são conhecidos por nós”, afirmou. “O que nós queremos dizer à população é que estamos trabalhando para dar uma resposta o mais rápido possível, no sentido de elucidar os fatos e responsabilizar os envolvidos”.

Ainda segundo o secretário, uma equipe da Polícia Civil de Belém já está em Marabá para auxiliar as investigações da seccional local. O trabalho de ronda ostensiva da Polícia Militar também será reforçado, sobretudo durante as festas de fim de ano. “Nessa ação, todo o aparato de viaturas será utilizado, seja de quatro rodas, duas rodas, aeronaves, para que seja dada uma resposta à altura dos últimos acontecimentos”, garantiu o secretário de Segurança.

Além do titular da Segup, participaram do encontro o Delegado Geral da Polícia Civil, Walter Resende, o Comandante Geral da Polícia Militar, Coronel Dilson Júnior, o Comandante do Comando de Policiamento Regional (CPR II), Coronel Dayvid Sarah Lima, e a delegada Eliene Carla Lima, superintendente adjunta de Polícia Civil do Sul e Sudeste do Pará.

Entenda o caso 

Na noite da última quarta-feira (20 dezembro), quatro jovens foram mortos em um crime com características de execução, na frente da residência de um deles. Raimundo Fernando Alves de Oliveira, de 18 anos, Pablo Eduardo Freitas Gonçalves, de 20 anos, Carlos Henrique Gomes Brito, de 17 anos, e Gabriel Firmino da Silva, de 19 anos, foram vítimas de disparos de arma de fogo. Tudo teria ocorrido por volta das 21h30, quando os rapazes conversavam na calçada da casa localizada na esquina das ruas Alfredo Monção e Rio de Janeiro, no Bairro da Paz.

Como é comum neste tipo de ocorrência, ninguém quis gravar entrevista sobre ocorrido. Informalmente, o que se comenta é que os quatro estavam na calçada quando um veículo estacionou. As informações preliminares colhidas pela Polícia Militar afirmam que três homens teriam saltado do automóvel e deram ordem para que os jovens deitassem no chão de bruços. Dois dos suspeitos então começaram a disparar contra os rapazes. A maioria dos projéteis miravam as cabeças das vítimas.

Fonte: O Liberal

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo protegido.