Menu

Operação ‘Cara-Crachá’ prende seis membros de facção criminosa no PA e em SC

Grupo tinha atuação na região de Salinópolis e São João de Pirabas, no nordeste paraense.

Operação prende seis membros de facção criminosa que atua no Pará. — Foto: Reprodução / PC-PA
Operação prende seis membros de facção criminosa que atua no Pará. — Foto: Reprodução / PC-PA
Continua após a publicidade

Seis membros de facção criminosa foram presos durante a operação “Cara-Crachá”, da Polícia Civil, que atuavam nos municípios de Salinópolis e São João de Pirabas, no nordeste do Pará.

O grupo é investigado por crime de ameaça contra agentes públicos, homicídio, porte ilegal de arma de fogo, tráfico de drogas e extorsões a comerciantes.

As prisões foram na quarta-feira (15/5). Foram seis mandados de prisão preventiva cumpridos em Bragança, Santa Izabel do Pará, São João de Pirabas e Salinópolis, no Pará; e um em São José, em Santa Catarina.

Segundo a PC, no momento da prisão em São José (SC), o suspeito ainda apresentou uso de falso documento de identificação e foi constatado que ele estava foragido do sistema prisional paraense.

O diretor da Divisão de Repressão ao Crime Organizado no Pará, delegado Fausto Bulcão, explicou que “foi possível colher elementos da participação dos envolvidos na cadeia de comando da organização criminosa, direcionando os integrantes do grupo para a prática das extorsões na região metropolitana de Belém e região nordeste do Pará”.

Foram quatro homens e duas mulheres presos na ação conjunta que envolveu agentes da Delegacia de Repressão às Facções Criminosas (DRFR), vinculada à Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), as Delegacias de Bragança, Salinópolis e São João de Pirabas, além da Delegacia de Combate ao Crime Organizado (DECRIM) da Polícia Civil de Santa Catarina (SC).

Os seis envolvidos foram conduzidos à unidade policial, onde são mantidos à disposição do Poder Judiciário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo protegido.