Pará é 7º no ranking nacional de acidentes aéreos em dez anos, aponta Aeronáutica

Ocorrências diminuíram no período, mas voltaram a crescer agora

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Continua após a publicidade

No levantamento do Painel da Aeronáutica sobre acidentes aéreos no País, o Pará aparece na 7ª posição entre os dez estados com mais ocorrências desse tipo. No Estado, foram registradas 136 ocorrências, 38 acidentes fatais e 98 fatalidades, de 2010 a 2021, até este mês de setembro. O Brasil registra 1.935 acidentes, 455 acidentes fatais e 6.259 fatalidades no período. Por isso, a queda, nesta terça-feira (14), do bimotor avião bimotor King Air B200, prefixo PS CSM, provocando a morte do empresário Celso Silveira Mello Filho e familiares dele (a esposa e três filhos) e mais o piloto e o copiloto, deixou estarrecidos muitos paraenses. O acidente ocorreu logo depois de a aeronave levantar voo do aeroporto em Piracicaba (SP). Os tripulantes e passageiros rumavam ao Pará, onde Celso Silveira Mello Filho possui empreendimentos.

De acordo com o levantamento no Sispaer, em dez anos, São Paulo registra 406 acidentes; Mato Grosso,178; Rio Grande do Sul, 171; Paraná, 154; Minas Gerais, 153; Goiás, 138; Pará, 136; Mato Grosso do Sul, 85; Rio de Janeiro, 75, e Amazonas, 71.

Com relação a tipo de ocorrência, no Pará predomina falha no motor em voo, com 30 registros. Na fase de operação, a decolagem lidera os casos, com 29 registros, seguido por cruzeiro, com 27, e pouso, com 20. Nos fatores contribuintes, o mais identificado é o julgamento de pilotagem, com 10.56%.

A partir de 2010 ocorreu um decréscimo de acidentes no Pará, no entanto, a partir de 2020, a curva de acidentes mostra-se em elevação, de vez que o total registrado no Estado até agora já está bem perto do identificado em 2020.

O ano com a maior quantidade de acidentes no Estado, na década, foi 2017, com 20 ocorrências. Em 2018, foram 18; em 2019, 14; em 2020, 9; e, em  2021 até agora, 8./

Em 2021, até o momento, já são 8 acidentes contra 9 em 2020. Neste ano em curso, dos 8 acidentes, são 4 acidentes fatais e 6 fatalidades. Não há ainda registro de acidentes fatais e fatalidades em 2021, na pesquisa em sistema de atualização.

Fonte: O Liberal

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *