Altamira: Juvenil recolhe dos funcionários, mas não repassa para o Altaprev. Débito com instituto deve ultrapassar R$ 50 milhões.

Continua após a publicidade

O valor exato do débito a Comissão de transição formada pelo prefeito eleito, Claudomiro Gomes, ainda não teve acesso, mas de acordo com informações assumidas pelo próprio, prefeito Domingos Juvenil (MDB), já se pode imaginar em um desfalque de mais R$ 50 milhões no sistema previdenciário do município, uma vez que Juvenil teria deixado de repassar os recursos ao Instituto durante seus 8 anos de gestão.

Na última sexta-feira, 11, Juvenil encaminhou a Câmara Municipal de Altamira, dois projetos do Executivo pedindo que o Poder Legislativo aprove o parcelamento do referido débito. Caso isso aconteça, o débito ficará para a nova gestão.

Os projetos de lei de números 192 e 193/2020, devem entrar em votação nesta terça-feira, na sessão ordinária e para sua aprovação serão necessários 08 votos a favor dos projetos.

Os recursos em questão deveriam estar depositados na conta da Altaprev, uma vez que foram descontados mensalmente dos mais de 6.800 funcionários hoje existentes na prefeitura.

O rombo na Altaprev pode ser apenas um de vários outros que ainda estão para vir à tona, pois até o momento a Comissão criada pelo prefeito eleito não teve acesso a nenhuma das informações solicitadas via ofício junto à PMA.

Além de deixar de fazer os repasses a Altaprev, a atual administração ainda não pagou o mês de novembro de muitos servidores, o que tem deixado eles revoltados, por já estarem passando por necessidades.

Recentemente o Tribunal de Contas dos Municípios do Pará (TCM-PA), reprovou as contas do prefeito Domingos Juvenil dos anos de 2013 a 2016. No mês passado, Domingos Juvenil, foi preso em fragrante em uma operação deflagrada pelo Ministério Público Estadual com o apoio da Polícia Federal. Durante a operação foram encontrados mais de R$ 700 mil reais em espécie, encaixotados no gabinete do prefeito e na casa dele, além disso, a PF também encontrou uma arma e ouro sem procedência. Domingos Juvenil ficou preso no quartel da PM de Altamira por 24 horas e foi solto depois de pagar fiança no valor de R$ 345 mil.

Por Wilson Soares – A Voz do Xingu

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *