Área onde será instalado Parque Rocha Negra, em Santarém, está sendo georreferenciada

No local, estão sendo catalogadas espécies da fauna e da flora. O georreferenciamento precede os estudos técnicos e a consulta pública.

Foto: Ascom PMS/Divulgação
Foto: Ascom PMS/Divulgação
Continua após a publicidade

Começaram a ser realizados na área onde será instalado o Parque Municipal Rocha Negra, no bairro Cambuquira, próximo à rodovia Santarém-Cuiabá (BR-163), no oeste do Pará, os trabalhos de georreferenciamento.

Segundo a Semma (Meio Ambiente), Semurb (Urbanismo e Serviços Públicos) e Sehab (Habitação e Regularização Fundiária) os trabalhos consistem em delimitar a sua localização, dimensão e os limites da unidade. Conforme estabelece a legislação, o georreferenciamento precede os estudos técnicos e a consulta pública.

Dentro da Semma, a Comissão de Estudos Técnicos de Viabilidade (Cetevi) para a criação da unidade de conservação na área da Rocha Negra é a responsável por todo o processo de criação do Parque.

“Com a área georreferenciada, ela será devidamente demarcada e estabelecido os limites e dimensões, para que seja dado seguimento ao estudo técnico da área, no que diz respeito ao meio físico, biótico e socioeconômico da área, além de outros levantamentos técnicos, em especial, a questão fundiária no entorno e dentro da área que está em análise”, explica Omayra Mendonça, coordenadora da Cetevi/Rocha Negra.

Cachoeira Rocha Negra, em Santarém — Foto: Caminhos da Floresta

Cachoeira Rocha Negra, em Santarém — Foto: Caminhos da Floresta

Também devem ser realizados ainda os trabalhos de catalogação das espécies da fauna e da flora. O levantamento dos pontos geodésicos foram obtidos através de levantamento das propriedades que existem na área.

Omayra explica que para que uma área seja transformada em unidade de conservação é necessário que ela possua características relevantes para sua criação. No caso do Rocha Negra, além da beleza cênica do lugar, existe a queda d’ água, que atrai visitantes, e onde está localizada a principal nascente do Igarapé do Irurá, umas das principais fonte de captação de água do município.

“O estabelecimento da área como unidade de conservação é de fundamental importância para a manutenção dos recursos naturais, sustentabilidade ambiental, econômica e social para os munícipes”, finalizou a coordenadora.

Fonte: G1 Santarém

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo protegido.