Plantão: Índios mantêm 26 pessoas reféns no Iriri

Continua após a publicidade

26 pessoas, entre funcionários da Funai, Disei e da empresa Norte Energia, estão sendo mantidas reféns pelos índios Kayapó, desde a última terça-feira, 26 de março, na Aldeia Kararaô, que fica a margem direita, próximo a foz do rio Iriri, no município de Altamira, no sudoeste do Pará. Segundo informações, o Cacique Bryt`erê Kayapó, ordenou que as chaves e o combustível das voadeiras em que as equipes estavam fossem recolhidos, para que eles não deixassem a localidade.

Ainda segundo informações, as equipes que estão retidas são as mesmas responsáveis pelo monitoramento das condicionantes nas áreas indígenas. Os índios anunciaram que os trabalhadores ficariam retidos na aldeia, no momento em que eles se reuniam para tratar sobre as ações das condicionantes. As lideranças exigem que a Norte Energia, empresa responsável pela construção e operação da usina de Belo Monte, assuma os compromissos que, segundo eles, estão pendentes com a aldeia. O cacique afirma que não vai liberar os reféns até que eles tenham uma resposta oficial por parte da empresa Norte Energia.

Nota da Norte Energia ao Portal A Voz do Xingu

A Norte Energia informa que suspendeu todas as negociações com a Aldeia Kararaô, enquanto perdurar qualquer forma de privação de liberdade ou risco à integridade física e retenção de seus profissionais, e que está adotando as medidas legais cabíveis.

Por fim, a Norte Energia esclarece que sua posição é de permanente diálogo e respeito às comunidades indígenas, entretanto reprova todas iniciativas ilegais e abusivas, como a verificada na retenção de seus colaboradores.

Por Wilson Soares – A Voz do Xingu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *