Polícia Civil prende quarto envolvido em morte de advogado paraense

Crime aconteceu em 2017 no bairro do Jurunas, em Belém; acusado foi preso em Santa Catarina

Continua após a publicidade

A Polícia Civil do Pará apresentou nesta sexta-feira, 19, em Belém, um homem acusado de participação no assassinato do advogado Arnaldo Lopes de Paula, que ocorreu em dezembro de 2017, no bairro do Jurunas, na capital. O homem foi preso no dia 26 de outubro deste ano, na cidade de Balneário Camboriú, Estado de Santa Catarina.

As investigações iniciaram logo após a Polícia Civil tomar conhecimento dos fatos e, após intenso trabalho investigativo de várias equipes, foi possível realizar a prisão. O indiciado é o quarto preso do mesmo inquérito policial que apura o crime, segundo informações da Divisão de Homicídios (DH), que efetuou a prisão. 

Após os crimes, as equipes iniciaram diligências para identificar os envolvidos nos delitos e, a partir de provas contundentes sobre sua participação no caso, a Polícia Civil descobriu o local exato onde o homem estava e efetuou a prisão.

Segundo o delegado Eduardo Rolo, da Divisão de Homicídios, o homem foi localizado após intensa investigação. “Neste caso, a investigação foi concluída e encaminhada à Justiça. Os indiciados já foram ouvidos e, inclusive, denunciados pelo Ministério Público. O que faltava era a prisão deste quarto envolvido”, informou o delegado.

Em Santa Catarina, o cumprimento de mandado de prisão preventiva contou com a participação de agentes do Núcleo de Inteligência (NIP) e da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core), de Santa Catarina.

Fonte: Agência Pará

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *