Menu

Polícia prende suspeitos de assassinar engenheira em Rio Maria, no Pará

Continua após a publicidade

A Polícia Civil do Pará prendeu dois homens suspeitos de assassinar a tiros a engenheira civil Tatiany Reichembach Risello. Um deles já tinha um mandado de prisão temporária, que foi cumprido no último domingo, 14. O crime aconteceu no último dia 27 de dezembro. Na ocasião, o esposo da vítima ficou ferido, e o filho do casal que estava com eles dentro do carro não se machucou.

Por meio de nota a PC notificou a prisão. Os suspeitos ficarão detidos pelos próximos 30 dias. Nesse período serão apresentadas as provas que possam tornar a prisão temporária em preventiva.

A Polícia Civil informa que um mandado de prisão temporária foi cumprido pela delegacia de Rio Maria contra um homem investigado pelo homicídio de Tatiani Reichembach Risello, ocorrido em dezembro do ano passado. O preso passou pelos procedimentos necessários e está à disposição da Justiça”, diz a nota

Tatiany, o marido e o filho estavam em um carro e ao passarem pela BR-155, no perímetro entre Bannach e Rio Maria foram abordados por criminosos, que fizeram vários disparos contra o veículo. Luiz ficou ferido e mesmo assim ainda conseguiu seguir dirigindo até uma área mais movimentada de Rio Maria, onde pediu socorro.

 Tatiany e Luiz haviam sido presos por suspeita de tráfico de drogas e liberados pouco tempo antes do ataque. Luiz também é investigado por um suposto homicídio e havia um mandado de prisão em aberto contra a engenheira civil. Ela tinha 33 anos e era de Conceição do Araguaia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo protegido.