Vereadores cassam mandato de prefeito de Oriximiná, que vai recorrer na Justiça

O pedido de cassação aponta contratação de pessoal para cargos não criados por lei e benefícios a aliados

Prefeito de Oriximiná, William Fonseca, diz que vai recorrer à Justiça contra decisão de cassação pela Câmara Municipal (Reprodução / Redes Sociais)
Prefeito de Oriximiná, William Fonseca, diz que vai recorrer à Justiça contra decisão de cassação pela Câmara Municipal (Reprodução / Redes Sociais)
Continua após a publicidade

A Câmara Municipal de Oriximiná, no Baixo Amazonas, a 319 km de Santarém, cassou o mandato do prefeito William Fonseca (PRTB), em sessão realizada na tarde desta sexta-feira (22). O parlamentar afirma que vai recorrer à Justiça Eleitoral. A Redação Integrada do Grupo O Liberal aguarda retorno da assessoria jurídica do prefeito cassado.

O prefeito é acusado dos supostos crimes de infração político-administrativa, a exemplo de contratação de pessoal para cargos não criados por lei e ainda benefícios a aliados políticos do gestor municipal.  

Dois terços dos vereadores votaram a favor da cassação, acompanhando o relatório do vereador Mauro Wanzeler (MDB). A Câmara Municipal de Santarém tem um total de 21 vereadores. Houve duas rodadas de votação, na primeira, o placar foi de 10 votos favoráveis e pelo sim, dois votos pelo não e três abstenções.

William Fonseca foi à Câmara Municipal acompanhar a sessão desta sexta-feira, e conforme o regimento do órgão legislativo municipal, ele teve direito à fala assim como os vereadores. O prefeito se defendeu, no entanto, não convenceu o plenário.

Ao final, a mesa diretora dos trabalhos da sessão anunciou a decisão de cassação do mandato. De imediato, William Fonseca foi para a praça em frente à Câmara, onde apoiadores dele o aguardavam, e nesse momento afirmou que iria recorrer da decisão.

William Fonseca teria afirmado que tem confiança em Deus e na Justiça para comprovar a inocência dele. Ele também teria dito que a data desta sexta-feira (22) vai entrar para a história do município de Oriximiná, como um dia vergonhoso pelo fato de um prefeito eleito, regularmente, pelo povo, ter sido cassado, segundo ele, por executar obras e criar renda e emprego para a população. 

A Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Oriximiná divulgou nota pública por redes sociais informando que o gestor William Fonseca, “continua sendo o prefeito até a publicação do resultado da votação da Câmara Municipal no Diário Oficial. A Assessoria Jurídica do Delegado Fonseca está recorrendo judicialmente da decisão por cassação da Câmara de Vereadores, provando sua inocência e garantindo a continuidade do progresso de Oriximiná”, diz a nota divulgada.

Fonte: O Liberal

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *