Volume de serviços avança 3,5% no Pará, terceiro melhor resultado do Brasil

Continua após a publicidade

O volume de serviços no Pará cresceu 3,5% em abril, mantendo os ganhos observados no mês anterior (0,6%) e apresentando o 3º melhor desempenho entre as 27 unidades da federação. Com isso, o setor recuperou parte das perdas causadas pelas restrições de funcionamento decretadas pelo governo estadual em março, e encontra-se 2,4% acima do patamar de fevereiro do ano passado, período pré-pandemia. Os dados são da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada hoje (11) pelo IBGE.

O resultado observado em abril é a terceira alta consecutiva do setor e o segundo maior crescimento para um mês de abril observado em toda a série histórica da pesquisa, ficando abaixo apenas do crescimento observado no abril de 2019 (3,7%). Na variação acumulada em 12 meses, o índice fica com alta de 2,9%.

Na comparação com abril de 2020, o volume de serviços avançou 26%, crescimento recorde na comparação interanual. O resultado foi influenciado, em grande medida, pela base baixa de comparação, já que em abril de 2020 o setor registrou os resultados mais baixos para o mês em toda a série histórica da pesquisa (-5,5%).

Já no acumulado no ano, a variação foi de 10,7%.

A Pesquisa Mensal de Serviços – PMS produz indicadores que permitem acompanhar o comportamento conjuntural do setor de serviços no País, investigando a receita bruta de serviços nas empresas formalmente constituídas, com 20 ou mais pessoas ocupadas, que desempenham como principal atividade um serviço não financeiro, excluídas as áreas de saúde e educação.

Principais variáveis

Receita bruta de serviços prestados.

Principais indicadores: índices de base fixa nominal e de volume, índices Mês/Igual mês do ano anterior nominal e de volume, índice Mês/Mês anterior nominal e de volume (com ajuste sazonal), índices acumulados no ano nominal e de volume, índices acumulados em 12 meses nominal e de volume, índices acumulados no trimestre nominal e de volume.

Fonte: IBGE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *