Search
Close this search box.

Encontro Internacional de Dança do Pará (EIDAP 2022) está com inscrições abertas

O evento terá mostras de dança com premiação e oficinas de vários gêneros da dança com professores convidados.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Continua após a publicidade

O Encontro Internacional de Dança do Pará (EIDAP 2022) está de volta ao calendário do estado com a 13ª edição. Nesta terça-feira, 3, abrem as inscrições para a mostra de dança e também para os workshops de ballet clássico (infanto-juvenil, intermediário e avançado), dança flamenca, sapateado (iniciante e intermediário), danças urbanas, dança contemporânea, jazz, dança com cadeira de rodas e o novo Gyrokinesis, técnica de condicionamento físico que virou febre entre os desportistas e dançarinos. O EIDAP será entre os dias 09 e 12 de junho, com espetáculos gratuitos no Theatro da Paz e a distribuição de R$ 37 mil em prêmios.

Os interessados em participar da mostra de dança, têm até o dia 18 de maio para fazer a inscrição, com valores a partir de R$ 50, dependendo se for solo, pás de deux ou grupo. Os selecionados serão anunciados no dia 23 de maio. Já os interessados nos workshops, têm prazo até 8 de junho para se inscrever, com valor de R$ 100 por oficina (há desconto para quem se inscrever em mais oficinas). O regulamento do encontro está disponível na bio do perfil @eidap 2022 do Instagram.

O EIDAP 2022 tem como tema o centenário da ‘Semana de Arte Moderna’, manifestação artístico-cultural ocorrido no Brasil, em 1922. A edição tem como convidada a Cia de Adriana Assaf, de São Paulo. Ainda, haverá uma exposição de figurinos de ballets no Foyer do Theatro da Paz com piso tátil para a visitação de pessoas com deficiência visual, sob a curadoria de Nandressa Nunes.

“O encontro terá um formato inovador, interdisciplinar e inclusivo. E vai agitar a capital paraense com uma programação abrangente sobre os processos artísticos, mostra de dança, mostra de dança competitiva, mostra de dança para artistas com deficiência, workshops, oficinas, exposição de figurinos, espetáculos e artistas nacionais como convidados”, descreve a diretora artística Ana Unger.

As premiações da mostra de dança são as seguintes: R$ 5 mil para o Melhor Bailarino; R$ 5 mil à Melhor Bailarina; R$ 10 mil ao Melhor Grupo; R$ 5 mil ao Melhor Grupo de Projeto Social; R$ 5 mil ao Melhor Grupo Folclórico; R$ 5 mil ao Melhor Coreógrafo; e R$ 2 mil ao Prêmio Revelação.

Quase todos os workshops têm professores convidados de outros estados: Ivan Franco, solista, e Deborah Ribeiro, ambos bailarinos do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, e Adriana Assaf, de São Paulo irão dar aulas de ballet clássico; Yara Castro, da Espanha, de dança flamenca; Lucas Bazanella, de São Paulo, sapateado; Killder Alves, de Goiânia, danças urbanas; Mickael Veloso, do Rio, dança contemporânea; Thiago Williams, do Rio, de jazz; e Luciene Rodrigues, de João Pessoa, dança em cadeira de rodas.

Uma das novidades desta edição é o Gyrokinesis, técnica de condicionamento físico com respiração, alongamento, força e flexibilidade, que costuma ser muito usado por bailarinos, e que está ganhando muitos adeptos também fora do circuito da dança. O workshop dessa modalidade será ministrado pela Professora Doutora Rosana Rosário, do Pará.

O EIDAP 2022 tem o patrocínio do Instituto Cultural Vale, por meio da lei de incentivo à cultura, a Rouanet, do Ministério do Turismo, e o apoio do Grupo Liberal. A realização é do Centro de Dança Ana Unger, a coordenação-geral é de Leilson Bezerra e a coordenação dos workshops é de Rosana Rosário.

Fonte: O Liberal

Compartilhe essa matéria:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *