MAB se manifesta contrário a terceirização de serviços essenciais em Altamira; veja vídeo.

Continua após a publicidade

Nesta segunda,10, a Coordenação do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) de Altamira usou as redes sociais para se manifestar contra a contratação de uma empresa para fazer estudos de uma possível terceirização dos serviços essências como: água, saneamento básico e iluminação pública no município.


O presidente do Movimento dos Atingidos por Barragens, Jackson Dias, afirma que o município bateu recorde na arrecadação no ano de 2021, e tem como custear esses serviços. Em vídeo, ele informa que o MAB teve acesso a um documento, em que a Prefeitura do município pretende contratar ao custo de R$ 1.700.000,00 (um milhão e setecentos mil reais) a empresa que elaboraria o edital para privatização desses serviços. Ele também cita que a iluminação publica e a taxa de resíduos sólidos já são custeadas pelos altamirenses.

Ele finaliza o vídeo, convocando a população de Altamira a ser contra a privatização desses serviços essenciais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo protegido.