Servidores da saúde em Altamira fazem protesto em frente ao Hospital Municipal

Continua após a publicidade

Servidores públicos que trabalham na área da saúde, mais precisamente, no Hospital Municipal São Rafael em Altamira, no sudoeste do Pará, fizeram um protesto em frente a unidade de saúde, na manhã desta quarta-feira, 22 de abril.

Com cartazes, eles reivindicavam do Executivo Municipal mais condições de trabalho, inclusive a disponibilização de Equipamentos de Proteção Individual, os chamados EPI’s, para poderem atuar no atendimento de pessoas que contraiam a COVID-19, doença infecciosa causada pelo novo coronavírus, e que já é considerada uma pandemia.

Ao tomar conhecimento da situação, o presidente do Conselho Municipal de Saúde, Silvano Fortunato, fez uma publicação em sua rede social. “O Conselho Municipal de Saúde, diante do protesto feito hoje pelos trabalhadores de saúde, do Hospital Geral de Altamira São Rafael, está cobrando, nesse momento, da Secretaria de Saúde de Altamira, a apresentação de um plano de aplicação financeira dos recursos financeiros, transferidos pelo governo federal ao município no valor de R$ 652.836,19, para o enfrentamento ao coronavírus. Dinheiro esse que poderá ser empregado na compra de insumos e equipamentos de proteção individual – EPI’s, para os profissionais de saúde de toda rede municipal, e respiradores pro Hospital Geral de Altamira São Rafael (Hospital do Mutirão)”, dizia a publicação.

Hoje o estado do Pará já tem mais de 1.100 casos confirmados de coronavírus, com 43 óbitos e 450 pacientes recuperados. Aqui em Altamira, já foram confirmados seis casos. Os números podem ser conferidos na página da internet, https://www.covid-19.pa.gov.br

Até o momento a Prefeitura de Altamira não se manifestou sobre o protesto.

Por: Valéria Furlan –  A Voz do Xingu

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *