Menu

Servidor do INSS é preso por ameaças e depredação de agências no Pará

A prisão foi decretada pela Justiça Federal após o descumprimento de medidas cautelares impostas anteriormente

De acordo com as informações repassadas pela PF, o servidor também é suspeito de danificar equipamentos das agências do INSS e de ameaçar de morte e de danos patrimoniais os seus superiores hierárquicos. (Divulgação/ PF)
De acordo com as informações repassadas pela PF, o servidor também é suspeito de danificar equipamentos das agências do INSS e de ameaçar de morte e de danos patrimoniais os seus superiores hierárquicos. (Divulgação/ PF)
Continua após a publicidade

Um servidor do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) foi preso nesta quarta-feira (15 de maio), em Ourilândia do Norte, no sudeste paraense. Segundo a Polícia Federal, ele é suspeito de quebrar a porta de uma agência do órgão e ameaçar funcionários, no dia 19 de fevereiro deste ano. A prisão foi decretada pela Justiça Federal após o descumprimento de medidas cautelares impostas anteriormente.

O servidor, que já estava afastado de suas funções por decisão judicial, foi encontrado em sua residência por policiais do Núcleo de Capturas da PF e conduzido à Delegacia de Polícia Federal em Redenção, onde ficou à disposição da justiça para as medidas cabíveis.

Este não é o primeiro episódio envolvendo o servidor. Em 31 de janeiro deste ano, ele foi alvo de um mandado de busca e apreensão por depredar duas agências do INSS, localizadas em Marabá e Ourilândia do Norte, além de ameaçar servidores do órgão.

De acordo com as informações repassadas pela PF, o servidor também é suspeito de danificar equipamentos das agências do INSS e de ameaçar de morte e de danos patrimoniais os seus superiores hierárquicos. Medidas cautelares de proibição de acesso e frequência às agências do INSS em Ourilândia do Norte, além da proibição de contato com os servidores ameaçados, haviam sido impostas pela Justiça, mas foram desrespeitadas pelo investigado, informou a PF.

Diante desse cenário, o servidor responde a um Processo Administrativo Disciplinar (PAD). Sua prisão é resultado de um desdobramento das investigações em curso. O objetivo é assegurar a integridade das agências do INSS e garantir a segurança dos funcionários e usuários do órgão, assegurou a Polícia Federal.

Com informações de O Liberal

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo protegido.